Parklet

O Instituto Mobilidade Verde desenvolveu os primeiros Parklets em São Paulo e estão neste momento em aprovação na prefeitura de São Paulo.

Leia materia na Revista Galileu sobre o assunto: reportagem

A idéia é ter um Parklet na rua Ministro Rocha Azevedo, Vila Madalena, Itaim, Moema e Vila Olímpia.

parklet parkletManual Parklets ( Dept. arquitetura  UCLA)

Inspirado no conceito Parklets, o Instituto Mobilidade Verde criou um programa “Zonas Verdes ”  para  recuperar espaços na rua,  convertendo-os em novos, rápidos e acessíveis praças e parques públicos que podem existir por dias ou anos .

O termo  “parklet” foi usado pela primeira vez em San Francisco nos EUA para
representar a conversão de um espaço de estacionamento  de automóvel
num  mini-parquez recreativoz.  Depois de São Francisco os “parklets” foram utilizados em diversas cidades norte-americanas,  estendendo desde a costa leste a  costa oeste e o conceito de Parklet incluí  tantos espaços anteriormente
ocupado por carros, bem como os espaços que podem também ativar uma determinada área de uma rua, bairro ou cidade.

O Objetivo é aumentar o espaço por pessoa na cidade, tornando ruas e  bairros mais humanos e amigáveis, ativando  a recreação, comércio local e restringindo  o espaço dos automóveis na cidades.

Nós batizamos este projeto no Brasil de Zona Verde como contra-ponto as Zonas Azuis, são pagas , os parklets são gratuitos porque são espaços recreativos em locais densos com poucos parques e espaços de convivência. Estes espaços podem ter programação cultural , musical , artísticas de carácter temporário.
As Zonas Verdes ou Parklets   são  projetos criados através da construção de uma pequena plataforma no pavimento cujo objetivo é ampliar  o espaço da calçada, inserindo uma determinada temática urbana e   equipadas  com bancos, floreiras, mesas e cadeiras, guarda-sóis e bicicletários. Alguns locais podeM ser utilizadoS para ativar recreação  através de  aparelhos de exercícios físicos que  podem ser aparafusados à plataforma.

Etapas:

1)   Escolha da área e Projeto
2)   Aprovação da Prefeitura ( pela lei Cidade Limpa)
3)   Apoio e Patrocínio
4)   Construção|
5)   Manutenção por tempo determinado ( espaços são temporários)
6)   Monitoramento dos resultados

• Localização: Podem  ocupar estacionamentos, medianas de rua, triângulos de trânsito, reposicionar faixas de tráfego e estacionamentos ou
espaço de  asfalto excessivos em ângulo ou  interseções irregulares.
• Ocupação circundante de uso do solo: Comercial ou residencial,
• Tamanho: A partir  de estacionamentos de automóveis  que se  estendem ao longo do comprimento de um bloco para espaços maiores, ocupando todas as  partes inteiras de um Quarteirão.
• Formato: Linear, quadrado, retangular, triangular, ou irregular,
• Duração: De algumas horas (por exemplo, Ciclovias e Ruas domingo), a um dia (Parking Day), para parte do ano (durante a primavera e verão), para ano em torno de instalações,
• Tipo de atividade: recreação passiva ou ativa.

A cidade de  Los Angeles chegou a conclusão que os bairros mais podres e mais densos possuem poucos espaços para recreação, com isso a taxa de obesidade nestes locais cresceu  perigosamente nos últimos anos, estima-se que 1 em cada 3 adultos na cidade de Los Angeles é obeso e os Parklets estão sendo adotados para aumentar os espaços públicos para atividades físicas ao ar livre.
Em comparação a espaços físicos  , uma área significativa de Los Angeles é  dedicada à movimentação de veículos  ou seja , o espaço dedicado a veículos é muito superior a quantidade de  espaços para lazer das pessoas .

Los Angeles não é a única cidade cujo espaço viário compreende uma quantidade significativa de superfície , pelo menos desde o século passado, o espaço público tem sido  dominado pelo uso do automóvel particular. De fato, cidades dos EUA são caracterizados por faixas mais amplas de trânsito, há  mais  superfície para estacionamentos do que em outras  cidades do mundo.
Recentemente, algumas cidades dos Estados Unidos começaram a repensar o
utilização da rua convertendo os  espaços  anteriormente  utilizados para estacionamento de carros  em espaços  multi-uso para pedestres em forma de parklets. Converter grandes áreas  nos bairros centrais da cidade em praças e parques são  muitas vezes é inviáveis ou muito dispendiosa, essa é uma vantagem dos  parklets devido ao seu baixo custo de instalação e de manutenção para as cidades. Isto é devido em parte ao seu tamanho relativamente pequeno, a natureza temporária , e parcerias com empresas adjacentes.
Parklets são construídos a partir de materiais semi-permanentes
e são instalados de uma forma que não requer uma re-configuração da via ou o emprego de  concreto. Eles geralmente são  hospedados ou patrocinados por empresas  locais  ou seja é a empresa ou organização que paga para projeta-los
construir e mantê-lo

Parklets são um fenômeno recente nas  cidades americanas, mas com raízes
nas tendências anteriores de design de espaço público e espaço urbano  na América do Norte. A conversão do sub-utilizados, espaços residuais, ou de estacionamento de automóveis são orientados para dar  lugares para relaxar, recriar, ou envolver-se na vida pública da cidade é a  mais nova tendências da reformulação do espaço público urbano.

Desde 2008 Nova York vem utilizando espaços residuais em espaços públicos, uma experiência célebre é a High line em Nova York.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s